Rio de Janeiro, 05 de Junho de 2020 | Ano 14 | Nº 706

Sala do Futuro traz tecnologia de ponta para ensino de negócios e seguros

Ambiente terá capacidade para reunir até 70 alunos, sendo 40 a distância e 30 presenciais

  • Sala do Futuro contará com simulações em tempo real e robôs interativos.
  • Sala do Futuro contará com simulações em tempo real e robôs interativos.

O ensino de negócios e seguros no Brasil contará, em breve, com o que há de mais avançado em termos de tecnologia educacional. A ENS irá lançar, até o final de junho, a primeira Sala do Futuro da América Latina, que será instalada na unidade de São Paulo.

Criada pela multinacional Mashme, a Sala do Futuro está presente em algumas das principais instituições de ensino e escolas de negócios do mundo, entre elas University of Oxford, Georgia State University, New York University, Colorado State University, Queen´s University, Santander Corporate University e Universidad Madrid.

O projeto conta com telas de altíssima resolução e software de controle online e tempo real de última geração. O ambiente terá capacidade para reunir até 70 alunos, sendo 40 a distância e 30 presenciais. Dessa forma, as aulas poderão ser realizadas nas duas modalidades de ensino.

A proposta é oferecer uma experiência ampla e detalhada obtida por meio do uso de duas câmeras de alta resolução. Os alunos remotos têm a sensação de estar dentro da sala com o professor e os demais colegas, que assistem à sessão in loco. Com isso, é possível estimular o trabalho colaborativo entre todos, seja em grupos ou respondendo a perguntas, pesquisas de opinião e testes individuais.

Reconhecimento facial

A plataforma permite a análise de todas as ações que ocorrem durante a aula por meio de processamento de dados e imagens. Um dos recursos mais avançados é o sistema de reconhecimento facial, que capta as expressões dos alunos e identifica se eles estão atentos, interagindo, compreendendo o que está sendo ensinado. Isso possibilita que o docente adote estratégias motivacionais quando considerar necessário. A Sala do Futuro conta ainda com simulações em tempo real e robôs interativos.

De acordo com o diretor geral da ENS, Tarcísio Godoy, o objetivo é aprofundar o ensino personalizado e oferecer um método único para os alunos. “Teremos uma tecnologia que permite uma experiência de excelência e pode levar o aluno, por exemplo, a explorar uma plataforma de petróleo ou para dentro de um livro de história”, destaca o executivo.

O presidente da ENS, Robert Bittar, afirma que a Sala do Futuro chega para atender não somente às demandas de ensino da própria Escola, mas para conectar toda a indústria de seguros e segmentos correlatos. “É um avanço sem precedentes para o nosso setor e outros que com ele interagem, pois poderemos promover encontros com pessoas dos mais distintos e remotos locais, com absoluta fluidez, interatividade e excelência audiovisual”.

Em decorrência do isolamento provocado pela pandemia do novo coronavírus, a Sala do Futuro ainda não tem data definida para lançamento. O início das atividades será anunciado oportunamente, sempre respeitando as orientações dos governos e órgãos de saúde.

Ao navegar em nosso site, você reconhece que leu e compreendeu nossa Política de Privacidade.