Rio de Janeiro, 28 de Agosto de 2020 | Ano 14 | Nº 718

Live mostrou recursos de aprendizagem da Sala do Futuro

Primeiros cursos no novo ambiente estão previstos para começar em setembro

  • Professor da ENS, André Rezende, ministra aula teste na Sala do Futuro.| Fotos: Divulgação
  • Professor da ENS, André Rezende, ministra aula teste na Sala do Futuro.| Fotos: Divulgação

“A tecnologia otimizará cada vez mais a produtividade para humanizar a experiência com as pessoas”. Com esta afirmação, o professor da ENS, André Rezende, apresentou aos seguidores das páginas da Escola no Youtube e no Facebook a nova experiência de ensino que a Instituição proporcionará na Sala do Futuro.

O docente foi um dos profissionais da ENS que participaram da live “Por dentro da primeira Sala do Futuro da América Latina”. A transmissão, ocorrida na última quarta-feira, 26, reuniu os principais colaboradores da Escola envolvidos com o projeto de implantação do novo espaço.

No evento, foi explicado como a nova tecnologia será utilizada na construção das aulas, realização de cursos e palestras, agendamento de reuniões, execução de tarefas, jogos e quizes, além da influência no processo de aprendizagem. “As aulas na Sala do Futuro vão estimular as atividades colaborativas e a construção de conteúdos de forma simultânea. Desta forma, o professor poderá verificar cada processo de aprendizagem, lecionando a parte conceitual de um conteúdo e, logo em seguida, fazendo uma aplicação prática daquele conceito. Na Sala, o ensino presencial e online deixaram de ter separação, eles estão juntos, de forma fluida, em tempo real”, pontuou a coordenadora de Tecnologias de Ensino-Aprendizagem, Laura Freitas.

Construída em formato oval, com jogos de luzes, monitores de altíssima resolução e câmeras que seguem e transmitem todos os movimentos do professor, a Sala do Futuro objetiva, segundo o diretor geral da ENS, Tarcísio Godoy, transformar a forma de ensino no nosso País. “Vamos proporcionar uma experiência de imersão, na qual as pessoas podem se deslocar de acordo com a sua conveniência, entendendo que as distâncias estão cada vez menores. Para professores, será uma abordagem didática muito positiva, com a possibilidade de trazer para cada curso, cada aula, diversos locutores e experiências de outras localidades”.

O projeto de construção da Sala do Futuro durou um ano, entre reuniões e estruturação. “Fizemos uma série de reuniões com a Mash.Me, empresa espanhola parceira que nos dá suporte para implantação da sala. Buscamos toda a tecnologia necessária para o melhor funcionamento: servidores, monitores, câmeras, equipamentos de som. Tudo com foco em qualidade a fim de garantir que, quem estiver em aula, física ou virtualmente, tenha a mesma experiência real. Não é apenas uma aula de EaD, há inúmeros recursos. Hoje, a ENS oferece e mostra uma tecnologia em educação de forma pioneira”, detalhou o superintendente de Tecnologia da Informação da Escola, Luiz Mattua.

Aulas em setembro

A partir de setembro, segundo o gerente de Publicidade da ENS, Gustavo Borges, algumas aulas já deverão ser ministradas na nova sala. “Estamos desenvolvendo uma série de cursos para a Sala do Futuro, que abrangem não apenas assuntos relacionados ao mercado de seguros, mas, também, temas correlatos à área de negócios, tecnologia e inovação. Como é o caso do curso de extensão Cyber Security para Gestores, com 80 horas de carga horária, que começa no dia 23 de setembro, e mostrará às empresas como se proteger das ameaças cibernéticas e apresentar estratégias e ferramentas contra esses problemas”, explicou Borges.

Ainda segundo o gestor, no curso, realizado em parceria com a IBM, haverá interação com uma plataforma que mostra, em tempo real, os ataques cibernéticos.

Outros cursos programados para a Sala do Futuro são Profissional do Futuro (início em 6 de outubro) e Transformação Digital (22 de outubro). “A Sala do Futuro foi feita para o mercado de seguros e negócios, possui recursos para compartilhamento de ideias, há uma naturalidade para que as conversas fluam dentro dela, e uma tecnologia que elimina a latência e o atraso vistos comumente, parecendo de fato que estamos conversando com alguém ao lado. A sala está aberta para parcerias e temos certeza de que estabeleceremos muitas delas”, concluiu Borges. 

Clique aqui e conheça a Sala do Futuro da ENS!

Ao navegar em nosso site, você reconhece que leu e compreendeu nossa Política de Privacidade.